Legado de ficção

Dado definitivo, revelado por minuciosa reportagem de Eduardo Mendes e Leo Burlá, publicada no Lance! de terça-feira passada: das 40 obras de mobilidade urbana previstas nas 12 cidades sede da Copa — originalmente, eram 49! —, apenas 3 (vale repetir: 3!) estavam prontas a 100 dias do início da competição. Corredores expressos de ônibus, veículos leves sobre trilhos, alargamento de avenidas e criação de novas vias, na esmagadora maioria dos casos, viraram apenas obras de ficção.

[via Renato Maurício Prado]

Publicidade
Citação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s